Produtividade com menos resíduos

Produtividade com menos resíduos

A fabricante de cabos elétricos Alubar investe em iniciativas e parcerias para reaproveitar os resíduos industriais de suas fábricas no Brasil

A gestão dos resíduos emitidos pelas indústrias tem sido uma preocupação global. Por isso, as próprias empresas do setor têm investido em soluções que permitam produzir mais com menos ou, ainda, reaproveitar os materiais que seriam descartados, agregando um novo valor a eles e reinserindo-os no processo produtivo.

Na Alubar, empresa brasileira que é a maior fabricante de cabos elétricos de alumínio da América Latina e uma das maiores produtoras de vergalhão de alumínio do continente, diversos projetos para reduzir e reaproveitar melhor os resíduos das fábricas foram colocados em prática. No último ano, considerando a proporção volume de resíduo/tonelada produzida, a Alubar obteve redução na emissão de resíduos como lodo da Estação de Tratamento de Efluentes, materiais recicláveis (papel, papelão e plástico), sucata de alumínio, sucata de cobre e polietileno (XLPE).

 Para alcançar essa redução, a Alubar aposta na parceria com fornecedores para melhorar o aproveitamento dos materiais, inclusive criando novos produtos a partir deles. Na fábrica de Barcarena, no Pará, graças a um acordo com o fornecedor Madem, os berços de madeira para embarque das bobinas de cabos elétricos foram redimensionados, reduzindo o volume de madeira utilizada em cada um. A melhoria trouxe economia de 36% no valor de compra de madeira para berços, além de diminuir 43% no consumo de madeira para fabricar este produto.

Paralelamente, por meio de uma parceria com a empresa Construservice, os resíduos de madeira de fechamento de carretel passaram a ser reutilizados para fabricação de berços, dando mais estabilidade no transporte dos produtos. Essa melhoria trouxe uma redução de 100% do consumo de madeira nova e redução de 60% no custo de aquisição da madeira para fabricação de berços.

Também em Barcarena, a Alubar colocou em prática uma melhoria para diminuir o consumo do óleo de lubrificação utilizadonafabricação de fios elétricos, por meio de drenagem e filtragem do óleo do borrifador. Por semana, em média, 18 litros de óleo são reutilizados.

Na unidade da Alubar em Montenegro, no Rio Grande do Sul, os resíduos também foram reaproveitados com a parceria de fornecedores. A empresa encontrou compradores interessados em reutilizar 100% dos resíduos de madeira, papel, papelão, plástico, ferro e óleo gerados pela fábrica. Com isso, além de dar o destino adequado aos materiais, a empresa ainda obteve retornos financeiros com a venda dos resíduos em 2020.

 Outro caso positivo da Alubar Montenegro foi o reaproveitamento de 100% dos tambores de óleos vazios. Em parceria com um fornecedor local, a empresa revitalizou tais tambores, a custo zero, para reutilizá-los como recipientes de coleta seletiva.

“Na Alubar, todos os dias somos desafiados a melhorar a nossa gestão e a estar 24h de olho no meio ambiente. Por isso, as melhorias em todas as unidades não param. Precisamos estar sempre atentos ao tripé da sustentabilidade: as pessoas, a economia e o meio ambiente. Trabalhamos não apenas para atender as legislações, mas também para envolver a todos no compromisso da preservação ambiental”, afirma Hélido Sena, Gerente do Controle da Qualidade e Meio Ambiente da Alubar.

Você tem interesse em vender para as indústrias? Então assine já a maior plataforma de negócios do Pará através do link hubredes.com.br/negocios e fique por dentro de todas as demandas oferecidas!

Deixe um comentário