Mercado do aço movimenta economia no Brasil e siderúrgicas avançam com projetos arrojados

Mercado do aço movimenta economia no Brasil e siderúrgicas avançam com projetos arrojados

O mercado do aço tem uma participação significativa na economia e no desenvolvimento do País, e mesmo com os impactos econômicos ocasionados pela Covid-19, o setor apresenta perspectivas positivas para 2021. A produção de aço deve crescer 11,3% esse ano, enquanto as vendas devem subir 12,9% e o consumo, 15%.

De acordo com dados do Instituto do Aço Brasil, os primeiros cinco meses deste ano foram de resultados positivos para a indústria do aço no país. De janeiro a maio de 2021, a produção alcançou 14,9 milhões de toneladas, o que representa um aumento de 20,3% frente ao mesmo período do ano passado, o que resulta na maior da série histórica. Hoje, o percentual de utilização da capacidade é de 74,4%, a maior utilização desde outubro de 2018.


Para Ian Corrêa, vice-presidente do Grupo Aço Cearense, empresa detentora da SINOBRAS – Siderúrgica Norte Brasil S.A, primeira siderúrgica integrada das regiões Norte e Nordeste do Brasil, a indústria do aço está em um bom momento. “Atualmente, a demanda do aço está em crescimento devido ao consumo de setores que precisam de aço. O mercado está abastecido, nossas entregas estão em dia e, pensando no futuro e no crescimento da demanda, estamos retomando o projeto de ampliação da SINOBRAS. Estamos bem otimistas com os resultados e as previsões para o mercado”, explica. 

A empresa, que tem capacidade de produção de 380 mil toneladas de aço/ano, está com um projeto de expansão em andamento onde passará a ter capacidade de produção de 880 mil toneladas/ ano. O investimento inclui a instalação de uma segunda laminação, com capacidade de produção de 500 mil toneladas/ano de aço laminado; e uma nova subestação e linha de transmissão de 230kV, que tem o objetivo de suprir as novas necessidades de cargas elétricas da empresa e propiciar a utilização de energia da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, da qual a SINOBRAS é sócia como autoprodutora.

Sobre o Grupo Aço Cearense

Com mais de 40 anos de história, o Grupo Aço Cearense expandiu e diversificou suas operações. Hoje, possui capacidade produtiva de um milhão de toneladas/ano de aço que é comercializado em todo o Brasil, e gera cerca de 4 mil empregos diretos e 20 mil indiretos, distribuídos em 4 empresas e 1 instituto, localizados nas regiões Norte e Nordeste do país: na região Norte, em Marabá (PA), opera a Siderúrgica Norte Brasil S.A. – SINOBRAS. No município de São Bento do Tocantins – TO está localizada a SINOBRAS Florestal, criada para abastecer de redutor bioenergético a SINOBRAS. Já na região Nordeste, em Caucaia (CE) está a metalúrgica Aço Cearense Industrial. Em Fortaleza (CE) fica a Aço Cearense Comercial, primeira empresa do Grupo, e o Instituto Aço Cearense, responsável por todas as ações sociais do Grupo.

Se você deseja vender para as grandes indústrias acesse a nossa plataforma: hubredes.com.br/negocios faça a sua assinatura e fique por dentro de todas as demandas geradas dentro do estado do Pará. Em apenas um clique você indica a sua empresa!

Deixe um comentário