Empreender na Amazônia é desafiador, mas também gera oportunidades de mudanças de vidas

Empreender na Amazônia é desafiador, mas também gera oportunidades de mudanças de vidas

Alcoa contabiliza 12 anos de investimentos em Juruti, olhando para o futuro da cidade, e das pessoas.

A instalação de empreendimentos em pequenas cidades, sempre gera expectativas em sua população. Uma das principais questões, é sobre a contratação de mão de obra local que será absorvida para trabalhar. Muitos veem e buscam uma oportunidade de crescimento pessoal e profissional.

Porém, se de um lado a empresa precisa de pessoas tecnicamente qualificadas, que entendem e conheçam parte dos processos de operação, de outro lado, a população nem sempre teve acesso a preparação para atuar nas áreas onde são ofertadas as vagas de emprego.

Foi o que aconteceu em Juruti, no oeste do Pará. Com a chegada da Alcoa, há 12 anos, a mineradora entendeu que havia necessidade de investimentos na área da educação, com o objetivo de qualificar para contratar moradores da própria cidade para trabalhar na operação que movimenta uma mina de bauxita e um porto de embarque através de navios.

A partir de então, novas histórias começaram a ser construídas, como a da Maurícia Campos, de 33 anos e que há 4 anos faz parte da equipe de Gerência de Lagoas da empresa. Ela ingressou na Alcoa através do Programa de Formação de Operadores e Operadoras (PFO), ofertado pelo Senai – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial.

“Na época, passei no processo seletivo que o Senai realizou para moradores de Juruti e ali encontrei a chave da minha capacitação para ingressar no mercado de trabalho, especificamente na área industrial”, conta Maurícia que não para de apostar no futuro, e já está cursando a faculdade de Engenharia de Minas, na Universidade Federal do Oeste do Pará – Ufopa.

Jeander Melo, 27 anos, é mais um jurutiense capacitado através da parceria Alcoa/Senai. “Eu já trabalhava na área administrativa e vi no curso de PFO uma oportunidade de conhecer a planta como um todo. Após terminar o curso, eu ingressei na Alcoa na função de operador e agarrei essa chance de mudar de área e crescer profissionalmente”, relata o colaborador, responsável pelo controle de combustível da empresa.

Todos os profissionais que concluíram seus cursos são avaliados e passam a integrar o banco de talentos da empresa e do Senai. Até agosto de 2020, 8.757 alunos foram capacitados pela parceria em mais de 100 diferentes cursos profissionalizantes, totalizando 101.918 horas/aula.

Mais da metade dos alunos jurutienses capacitados pelos programas de Formação de Operadores e Operadoras (PFO), e de Manutenção (PFM), foram absorvidos pela companhia e apresentam excelente desempenho.

Parceria que gera resultados

Alunos do Senai em prática no laboratório, antes da pandemia.

Desde que iniciou a parceria com a Alcoa, o Senai já qualificou mais de 20.000 pessoas nas mais diversas modalidades de ensino profissionalizante. Dentre as demandas atuais do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, está a construção das novas instalações do Senai em Juruti, em um terreno de 9.000 m² doado pela Alcoa, onde serão instalados modernos laboratórios de cursos profissionais.  A construção contará também com a parceria da mineradora.

“As novas instalações serão um novo marco de desenvolvimento da educação profissional no município. Nossa perspectiva é continuar qualificando mais pessoas para a indústria local e para o mercado de trabalho, com o objetivo de melhorar os índices de empregabilidade no município”, afirma o diretor do Senai de Juruti e Santarém, Peter Rasera.

A parceria Alcoa/Senai trouxe ótimos resultados ao longo dos anos.  A empresa mantém um percentual médio de 80% de funcionários do quadro e de empresas contratadas, oriundos do estado do Pará e 50% com registro de nascimento em Juruti.

Para o gerente-geral da Alcoa Juruti, Genesis Costa, em 12 anos de operação, a Companhia contribui com avanços nas mais diferentes áreas de Juruti.

“Nossa operação tem sido um projeto inovador de mineração, desde a sua concepção. Além dos cuidados e investimentos em saúde, segurança, meio ambiente e infraestrutura, contribuímos para que a população de Juruti participe cada vez mais desse projeto, através da capacitação e qualificação, que podem gerar oportunidades para ingressar nos quadros da empresa, destaca Genesis.

Quer vender para as grandes indústrias? Então não perca essa oportunidade e assine já a plataforma +Negócios da REDES/FIEPA. Você pode gerar muito mais oportunidades para o seu empreendimento!

Deixe um comentário