Desempenho socioambiental compartilhado

Desempenho socioambiental compartilhado

MRN lança Relatório de Sustentabilidade abordando com transparência dados, desafios, 

conquistas e resultados das iniciativas realizadas na região

Os desempenhos ambiental, social e de governança e as conquistas geradas pelo compromisso com a produção sustentável de bauxita no distrito de Porto Trombetas, município de Oriximiná (PA), compõem o Relatório de Sustentabilidade da Mineração Rio do Norte (MRN), lançado nesta terça-feira (21) pela empresa. O relatório estará disponível no site da companhia: www.mrn.com.br.

“A publicação pontua como a MRN busca inovação constante em sua operação, investindo em tecnologias de ponta e melhorias contínuas, seguindo os padrões internacionais de segurança, cuidados com o meio ambiente, saúde ocupacional, responsabilidade social e governança. Aborda com transparência as iniciativas desenvolvidas para conservação ambiental, geração de renda, educação e saúde, que beneficiam, anualmente, milhares de pessoas na região no oeste do Pará”, destaca Guido Germani, CEO da MRN.

O relatório evidencia como a empresa constrói sua evolução, anualmente, pautada pelo valor às pessoas que fazem parte e se relacionam com a MRN, pela segurança operacional, conservação do meio ambiente, inovação, diversidade e inclusão. Traz, por exemplo, os cerca de R$ 3,4 milhões investidos em 2020 em ações integradas ao Programa de Educação Socioambiental (PES), que atende às diretrizes do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) e da Política Nacional de Educação Ambiental como os projetos Apoio à Meliponicultura; Apoio a Sistemas Agroflorestais; Apoio à Agricultura Familiar; Apoio à Piscicultura; Microssistemas e Poços Artesianos; Combate à Malária; Quilombo e Pé-de-Pincha.

Projeto de Meliponicultura

A publicação aborda experiências positivas na área de meio ambiente como o cumprimento da meta de 2020 de reflorestar uma área de 519 hectares, acima da média anual, que gira em torno de 350 a 400 hectares. Para este trabalho recorde em reflorestamento foram utilizadas 537.352 mudas de 64 espécies nativas, produzidas no viveiro florestal da empresa. Neste ano, a MRN também comprou 3.837 quilos de sementes nativas, adquiridos junto a comunitários da região, gerando renda local e contribuindo para a restauração florestal.

No relatório também estão disponíveis informações sobre os investimentos, ao longo de 2020, de aproximadamente R$ 166 milhões em projetos e obras associadas à segurança das estruturas e as iniciativas voltadas para o monitoramento do ar, da água, o resgate da flora e fauna, a gestão de resíduos, entre outras. “Produzir bauxita com sustentabilidade vai além de resultados comerciais. É um compromisso da MRN com a excelência na segurança e em contribuir também com o desenvolvimento socioeconômico, o cuidado e a conservação ambiental da região onde a empresa está presente”, declara Vladimir Senra Moreira, Diretor de Sustentabilidade e Jurídico da MRN.

A publicação destaca ainda as iniciativas realizadas em parceria com as associações de comunidades tradicionais, universidades e instituições, que visam garantir um legado de desenvolvimento socioeconômico sustentável para a região oeste do Pará. Entre as recentes ações neste caminho está a parceria com o grupo Pela Vida no Trombetas, formado pelo Ministério Público, Universidade Federal Fluminense – UFF, associações quilombolas, ribeirinhas e indígenas, gestão municipal de Oriximiná, entre outras instituições, e criado para minimizar os impactos da Covid-19 para os empregados, familiares e comunidades.

Alinhada com o Pela Vida no Trombetas, a MRN investiu cerca de R$ 10 milhões na proteção de comunidades quilombolas, ribeirinhas e municípios do entorno da empresa por meio de uma série de ações de combate à pandemia como a ampliação do atendimento de saúde básica e medicina preventiva, por meio do Projeto Quilombo, beneficiando milhares de pessoas de 25 comunidades quilombolas e ribeirinhas. Além disso, foram distribuídas 19 mil cestas básicas para garantir a segurança alimentar das famílias e incentivar o isolamento social; e doados equipamentos hospitalares, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), testes rápidos para Covid-19 e materiais de higiene. A empresa também apoiou obras nas redes hospitalares em Faro, Terra Santa e Oriximiná, como redes de canalização de oxigênio e montagem da Unidade Básica de Saúde, viabilizando a oferta de novos leitos para o tratamento da Covid-19, entre outras iniciativas.

O relatório também pontua a valorização da empresa nos investimentos em qualificação de novos talentos com perfis de diversidade e na aquisição e desenvolvimento de novas tecnologias para automatizar e aprimorar processos. Destaque para implementação do Programa de Diversidade & Inclusão: o MRN pra Todos, que projeta a diversidade e inclusão de todos os eixos como gênero, gerações, raça e etnia, LGBTQIA+ e pessoas com deficiência, promovendo a construção de um ambiente mais inclusivo e plural na empresa. “É com esse olhar diverso, o diálogo transparente, parcerias locais e boas práticas operacionais e socioambientais como as compartilhadas neste Relatório de Sustentabilidade que a MRN vem construindo anualmente sua história nesta região”, conclui Karen Gatti, gerente de Comunicação da MRN.

Já conhece a plataforma +Negócios? Ainda não? Então faça a sua assinatura através do site hubredes.com.br/negocios e aumente as chances da sua empresa ficar visível para as grandes indústrias brasileiras!

Deixe um comentário